.

Um artigo interessante publicado no Mashable demonstra cinco sites que trazem inovações no modo de veiculação ou de produção da notícia.  O artigo aponta, depois do Youtube, Twitter e Digg, cinco sites fundamentais para compreender as possobilidades abertas para a produção noticioso na internet: Wikileaks, Chicago Now, EveryBlock, Fwix e Spot.us. Peguei dois para falar aqui.

.

O primeiro citado é o Wikileaks. O site, pelo que se cogita, foi fundado por um dissidente chinês e atua liberando documentos políticos confidenciais, mas, antes, checando a sua veracidade. Aquele que envia os documentos é extremamente protegido por tecnologias e mais tecnologias de criptografia – o que possibilita a proteção do sigilo da fonte. O site revelou a pouco tempo todo um conjunto de barbaridades feitas pelos EUA e aliados no Iraque, contestando o número de mortes de civis e militares ocorridas por lá. O site se tornou um modo interessante de revelar informações mantidas em segredos ou obliteradas por versões estatais compradas e disseminadas pela imprensa internacional.

.

O segundo é o Chicago Now, uma agregados de blogs que mostra uma cobertura colaborativa sobre os mais variados assuntos sobre a cidade. Os jornalistas do site hirarquizam os posts e comentários; mas não tem controle da informação que é publicada nos blogs. O Chicago Now possui a seção Neighborhoods, que reúne em mapa as notícias publicadas através do telefone celular pelos blogueiros, estimulando a produção de uma imprensa hiperlocal (isso estimulou ainda a criação de vários clubes de blogueiros, fazendo com que a comunidade produza notícias e as notícias produzam comunidades). O foco do noticiário está em quatro áreas: Arte & Entretenimento; Esportes, Vida & Estilo; Opinião e Notícia.